Casarões Antigos Piracaia SP

Em seus casarios (casarões Piracaia), o Barroco brasileiro mistura-se à arquitetura moderna e, entre esses estilos, destacam-se algumas construções em Estilo Colonial Português, remanescentes de uma época próspera que atingiu a década de 1910, quando as novidades tecnológicas começaram a chegar à cidade.

No auge do ciclo Cafeeiro houve muita riqueza no município, permitindo a vinda de Engenheiros e Arquitetos de renome internacional, que projetaram diversas residências urbanas e rurais, além de prédios públicos.
Em destaque na arquitetura da cidade, além das igrejas católicas já citadas, esta o prédio onde atualmente funciona a Escola Municipal Cel. Thomaz Cunha.
Um dos responsáveis pela riqueza arquitetônica de Piracaia foi o arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, Ramos de Azevedo nasceu em São Paulo, a 8 de dezembro de 1851. Foi responsável pela mudança dos métodos construtivos vigentes no Brasil de então, introduzindo os métodos de alvenaria com tijolos, desconhecidos por aqui, pois ainda se utilizava muito a construção em taipa ( caso das igrejas de Piracaia ).
Durante os anos em que viveu em Piracaia, além de Grupo Escolar, Ramos de Azevedo foi responsável pela construção do Matadouro Municipal, em 1926, e dezenas de residências na área urbana e rural. Seus clientes na cidade foram os grandes fazendeiros de café.

Fundada por D. Leonor de Oliveira Franco em 16 de junho de 1817, Piracaia, cujo nome é de origem tupi-guarani, conserva a fisionomia urbana do Século XX.

 

 

 

Fonte/Fotos: Piracaia, Sossego nas MontanhasRoberto Banfi, Piracaia Tem Historia, Acervo Tete Brandão, Alfredo Nichele